Últimas Notícias
Search

Parte do comércio de Santa Terezinha confuso - Afinal, pode trabalhar ou não?

Funcionárias (os) de várias lojas da rua Horácio José de Souza, no centro comercial de Santa Terezinha procuraram o Blog do Pereira na manhã desta sexta-feira (19.03) para reclamar da atuação do Corpo de Bombeiros Civis e da Guarda Civil Municipal de Santa Terezinha frente ao novo decreto do governo do estado no enfrentamento ao Covid-19, que restringe o funcionamento do comércio e serviços considerados não essenciais até o dia 28 de março.
Segundo as informações repassadas ao canal por elas, está havendo um desentendimento entre bombeiros e guardas e elas e eles estão sem entender. Ao passar nos comércios, a GCM diz que as servidoras (res) não podem ficar com uma das portas das lojas a onde trabalham abertas para receber as contas.

As reclamantes também dizem que o Corpo de Bombeiros Civis ao passar pelas lojas orienta que elas podem ficar com umas das portas abertas para receber as contas, porém não podem vender nada. "Nós precisamos trabalhar", disse uma delas, que alegam também que não existe aglomeração nas lojas que recebem um cliente, uma vez ou outra para quitação de contas.
Até esta sexta-feira (19.03) a prefeitura ainda não publicou decreto oficial ajustando medidas para funcionamento do comércio. O canal orientou as servidoras (res) que formem uma comissão e procurem as autoridades municipais para um consenso.

 



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Parte do comércio de Santa Terezinha confuso - Afinal, pode trabalhar ou não?

    Os comentários postados aqui não representam a opinião do Blog do Pereira.Net - A responsabilidade é do autor da mensagem.