Últimas Notícias
Search

Recorda Santa Terrinha.

Vamos continuar nossa viajem ao passado no quadro Recorda Santa Terrinha.


Essa é uma das embalagens de preservativos distribuídos em um dos primeiros João Pedro de Santa Terezinha, a quase 20 anos atrás.

Em 1995, ou seja a 25 anos atrás as barracas da Festa da Padroeira em Santa Terezinha ainda eram feitas com flechas de agave e palhas de coco . Na imagem com este editor, estava Zé, que trabalha hoje com Juju Portões.
No carnaval de 1996, a 24 anos atrás, a turma do esporte descia do então estádio O Batistão para farrear com banho de bica no Carnaval Terezinhense no pátio do mercado público.
Semana passada perdemos um grande Terezinhense, conhecido por Brito Soldado. Ele era oriundo do Sítio Coatí mas logo cedo veio morar em Santa Terezinha, ingressando na polícia militar do estado nos anos 80, onde trabalhou com o saudoso Sargento Rafael, Cabo Amaro dentre outros. Essa semana foi celebrada a missa de 7º dia de sua partida para junto do pai eterno.
Em 27 de setembro de 1997, a 23 anos no passado, um grupo de amigos se encontrava na casa da saudosa Valdecira. Na imagem se encontra Pedrinho de Pedro de Tão que faleceu a anos na cidade de Imaculada-PB. (Na foto estão Gilson, Pedrinho, Negato, Van, Josivaldo de Dimas, Marcelo e Zeda).
A exatos 17 anos atrás uma galera de farra tomava umas no Bar de Assis de Dezinha. Na imagem a saudosa Vânia de Tuíta, Dedé Vicente e Júnior de Ivo.
Quem se lembra do grande amigo Antônio de Pedro Trocado, pelo que soube ele hoje reside em São José do Egito.
No tempo que Bira de Gordim usava cavanhaque e Orlando do Vasco usava bigode.
A 13 anos atrás essa turma animada se formava no ensino médio na Escola Estadual Santa Terezinha.
Esse retrato de 10 anos atrás mostra o descaso de nossas autoridades com a passarela do Açude Novo.
Quando se engatinhava o processo de informação virtual em Santa Terezinha com o antigo blog ST Notícias na parceria nossa com William Kelson.
A muito tempo atrás mostrávamos o mato tomando conta da nossa Academia das Cidades.
Começo da construção da Barragem do Cascudo na Vila do Tigre.
Nosso saudoso amigo Buga da Zabumba dançando um forrozinho para descontrair.
Naquele tempo, o pátio da Igreja Matriz sendo enfeitada para a Festa da Padroeira.
Olha só o improviso que essa criança fez para ajudar a família a pegar água numa caixa em Santa Terezinha. O danado pegou um carrinho de vender bala doce e adaptou com rodas para carregar água.
E depois tome chuva na rua principal da cidade.
Agricultores Terezinhenses acompanham uma escavação para construção de cisternas para armazenar água.
A casa pegou fogo e vitimou o saudoso Zé Brasil em Santa Terezinha.
Esse não pode faltar nessa edição. Isso aí era quando Dodinha ainda tinha bucho grande.
Grande Tuite, promoveu várias festas de João Pedro em Santa Terezinha juntamente com Ivanildo Produções.
Ampliação do Postinho da Vila do Tigre.
Agente da PC Tony, casodo com Bica de Chico França juntamente com o sargento reformado Meneses participando de uma audiência pública em Santa Terezinha quando os índices de violência subiam.
Fora essa caixa d'água, pouco mudou no centro da cidade.
Folclore Terezinhense
O saudoso João Eriberto (Eriberto de Joca Israel) contava que no tempo que se matava piolho com fumo de rolo e cachaça em Santa Terezinha, um companheiro seu de bicada tomou umas a mais e chegou em casa de noite, fora de hora, no escuro, com uma fome da gota serena e cego de bêbu.
Ele foi direto para cozinha onde encontrou em cima da pia uma vasinha com comida e começou a comer com gosto, usando uma colher. Comeu, comeu e comeu mais, então disse: heitaaa gota! mãe hoje caprichou na sopa, até Nescau ela botou.
Era a lavagem que a mãe dele tinha deixado em cima da pia. E o que ele pensou que fosse Nescau era bora de café☺☺☺. 




Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Recorda Santa Terrinha.

    Os comentários postados aqui não representam a opinião do Blog do Pereira.Net - A responsabilidade é do autor da mensagem.