Últimas Notícias
Search

Sexta-feira (14) | Evangelho do Dia com o Diácono Eduardo Oliveira.

Reflexão: 
Conforme a lei antiga do Primeiro Testamento, pelo matrimônio a mulher começava a fazer parte dos bens do homem. Ora, isso dava margem para a desigualdade entre homem e mulher e consequentemente levava o homem a oprimir a mulher. Jesus quer corrigir essa prática que é contrária ao projeto de Deus. Ou seja, Deus quer a igualdade da mulher e do homem. Por isso, ele exige a transformação do coração humano. O olhar impuro do desejo abre caminho à traição. Se a intenção é má, deve ser arrancada antes que se torne ato. Não se trata de constatar as ações externas (entre elas, o adultério), para puni-las com leis, mas sanar as intenções mais secretas da pessoa. Quanto ao divórcio, abolida a tolerância da lei de Moisés, o matrimônio torna-se livre escolha de amor fiel, com que o casal se compromete para sempre.
Papelaria_Santa_Ana



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Sexta-feira (14) | Evangelho do Dia com o Diácono Eduardo Oliveira.