Últimas Notícias
Search

Justiça eleitoral manda citar Gustavo Wanderley por suposta compra de votos. Candidato se defende. Veja

A Justiça eleitoral mandou citar Gustavo Guedes Wanderley, candidato a deputado estadual, da Coligação 'Força da Esperança II', por suposta compra de votos. A AIJE- Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi movida por Hugo Motta em desfavor de Gustavo e de Sheila Ferreira de Araújo. A petição narra que Sheila Ferreira, apontada como cabo eleitoral de Gustavo, divulgou em rede social- Grupo de WhatsApp- que estaria atendendo, em seu salão, pessoas carentes da cidade de Patos. O fato ganhou repercussão em Patos depois da reprodução do áudio e matéria divulgada na Rádio Arapuan, no programa Paraíba Verdade.
CNCNo áudio Sheila diz: "Lembrando as pessoas domingo eu vou tá o dia todinho no salão e atendendo as pessoas para ver a solicitação de que maneira a gente pode ajudar, mas desde já eu conto, eu faço como Dinaldo, eu nunca precisei o quanto eu estou precisando vote nos meus candidatos de preferência Gustavo e Drº Damião".
A justiça eleitoral argumenta que a conduta constitui explícita compra de votos, conforme prevê o artigo 41-A da Lei das Eleições.
Loja_Cyte_ManiaA Ação ainda pede a cassação do registro de candidatura de Gustavo Wanderley, filho de Dinaldo, citado no áudio por Sheila Ferreira. Caso eleito e apurada a veracidade das alegações, Gustavo Wanderley poderá perder o mandato. A ação foi elaborada pelo advogados Alexandre Nunes e Ítalo Torres.
http://files.appsgeyser.com/Blog%20do%20Pereira_7643885.apk
NOTA DO CANDIDATO 
A respeito da notícia veiculada na tarde desta quinta-feira (4) dando conta de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral - AIJE que estaria sendo movida pelo deputado Hugo Motta contra nossa candidatura, vimos fazer algumas considerações:
Antes de mais nada, não fomos notificados de tal ação pela Justiça Eleitoral, de modo que só comentaremos um eventual processo depois de tomarmos conhecimento do mesmo.
É preciso que fique claro que não fazemos uso, tão pouco compactuamos com qualquer tipo de prática ilícita e defendemos o jogo eleitoral limpo e franco.
Não é a primeira vez que o grupo comandado por Hugo tenta nos tirar do jogo no ‘tapetão’, de tal modo que nos resta refletir: o que o deputado e seu grupo tanto temem em relação a nossa legítima candidatura? Seria o reconhecimento à nossa crescente e ascendente campanha?
Ficam aqui registrados os nossos questionamentos.
Por fim, nos colocamos à disposição da Justiça Eleitoral, defendemos a apuração dos fatos e a completa elucidação do caso, ao passo que seguimos confiantes na instituição e em seus honrados operadores.

Patos, 4 de outubro de 2018.

Gustavo Wanderley.
WhatSapp do Blog do Pereira.Net
Fonte - PatosVerdade e Assessoria



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Justiça eleitoral manda citar Gustavo Wanderley por suposta compra de votos. Candidato se defende. Veja