Últimas Notícias
Search

Loteamento causa polêmica entre empresário e prefeitura de Juru-PB.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, céu, nuvem e atividades ao ar livreEm contato com a redação de JURU EM DESTAQUE, nesta terça-feira (07) o empresário Milton Miguel de Sousa relatou o imbróglio envolvendo a Prefeitura Municipal de Juru por conta de uma área localizada no Lotemaneto Novo Horizonte, imóvel urbano de sua propriedade.
Iniciado em 23 de agosto de 2011, o referido loteamento dispõe de 331 lotes e abrange uma área de aproximadamente 130.000m² (cento e trinta mil metros quadrado) - afirma Milton Miguel. De acordo com informações do empresário juruense, para que o loteamento fosse implantado foram cumpridas todas as exigências preceituadas na Lei Federal 6766/79 (Lei Parcelamento de Solo), tendo o mesmo implantado toda a infraestrutura necessária, ou seja meio-fio, energia elétrica e água, além de ter custeado com recursos próprios a construção de uma via asfáltica que liga a PB-306 ao centro da cidade passando pelo imóvel.  

Ainda segundo o proprietário do Loteamento Novo Horizonte, em 2013 ele teria doado uma área de 8.000m² (oito mil metros quadrado) para que a prefeitura construísse uma unidade escolar, com dez salas de aula, tendo feito constar na Escritura Pública de Doação um prazo estipulado para que edilidade se responsabilizasse em construir no mínimo 50%  da obra.

Sem ter cumprido a condição exigida, além de não fazer a devolução da área doada, como já deveria ter feito a fim de cumprir o disposto em documento público, agora o gestor municipal recorre à Justiça para fazer valer a doação dos 8.000m², sob o pretexto de que a edilidade dispõe atualmente de recursos provenientes de convênio estadual destinados à construção de um educandário, cuja área projetada é de 1.922m² (mil, novecentos e vinte e dois mil metros quadrado). 

Pasmem, caros leitores! Alegou a primeira-dama do município, em recente entrevista na rádio local, que o prefeito Luis Galvão da Silva havia assinado a Escritura Pública de Doação sem que tivesse lido o que nela constava, portanto desconhecia essa cláusula.
  Devidamente municiado de vasta documentação que comprovam os fatos aqui narrados, já apresentados inclusive à Justiça, o empresário Milton Miguel afirma que se dispõe a fazer uma outra doação para construção dessa nova escola, cujos recursos já se encontram em conta da prefeitura e devidamente licitados, desde que não ultrapasse os 2.000m² (dois mil metros quadrado), ou seja uma área suficiente para atender a demanda do projeto.

- Lamento, no entanto, que o prefeito e a primeira-dama tenham feito uso de uma rádio comunitária para incitar a população juruense contra mim, quando, mesmo sem ser detentor de mandato eletivo, fiz e faço (atitude que eles nunca fizeram e jamais farão) a doação de um terreno destinado à educação das crianças e dos nossos jovens, que serão o futuro de Juru - asseverou Milton Miguel em entrevista ao blog que será publicada na íntegra em outra postagem.
Comrciais_gif



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Loteamento causa polêmica entre empresário e prefeitura de Juru-PB.