Últimas Notícias
Search

Dono de Posto fiscalizado em SJE diz que setor está sendo prejudicado por falta de repasse de redução nas refinarias.

O responsável pelo Posto Trevo em São José do Egito, alvo de ação do MP noticiada pelo blog, Cayo Jeferson, disse em contato com o blog que o motivo que fez com que o preço na bomba não tenha sofrido alterações tem relação com o valor comprado na distribuidora, que ainda não baixou como anunciado pelo Governo Federal.
 
“Nós compramos o produto caríssimo. Fomos o único posto que trouxe combustível para atender serviços essenciais, como ambulâncias e viaturas, contra os que queriam que distribuíssemos para todos. Enfrentamos tumulto para garantir isso”.

Segundo Cayo, um dilema é que além de ter combustível comprado com preço anterior, ninguém respondeu ainda como a redução anunciada pelo governo vai chegar às bombas. “O Sindicato dos Postos está se reunindo com  a Casa Civil e quer saber como vai baixar após o anúncio. Estamos sendo penalizados”, reclama.

Ele disse ter todas as notas fiscais para colocá-las a disposição das autoridades. “Temos obrigações sociais, funcionários , transporte, logística. Tudo isso tem custo e com o preço que compramos não posso cobrar o que definiu o governo”.

Por Nill JR.



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Dono de Posto fiscalizado em SJE diz que setor está sendo prejudicado por falta de repasse de redução nas refinarias.

    Em respeito à Legislação Eleitoral, o Blog do Pereira.Net não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.