Últimas Notícias
Search

Polícia desmonta quadrilha de estelionatários e prende acusados de homicídio em Afogados.

Policiais civis da Delegacia de Afogados da Ingazeira, coordenados pelo delegado Ubiratan Rocha Fernandes, com apoio de policiais lotados na DPMUL, 20 DESEC, efetuaram sete prisões em menos de 24 horas nos sertões de Pernambuco e Paraíba.
As prisões foram feitas no âmbito da operação Força no Foco. Destas prisões, duas são referentes ao homicídio de Saturnino Félix da Silva, o Neguinho da Caravan, assassinado no dia 21 de abril passado.
Foram presos Edivam Ferreira Torres e Edilson Amado Feitosa. As prisões, segundo a PM, foram realizadas nas cidades de Princesa Isabel e Tavares, no Estado da Paraíba.
Neguinho tinha 62 anos e  foi morto a tiros, no bairro São Braz, na Rua Waldecy Xavier de Menezes.Ele estava sentado dentro do seu veículo, na frente da sua residência. Acabara de chegar em casa com  a esposa quando foi alvejado.
Segundo testemunhas, o crime foi cometido por dois homens que estavam em uma moto, sendo que um deles efetuou os disparos. A possibilidade, pela característica do crime, é execução ou vingança.
Prisão de estelionatários: ainda nesse espaço de tempo, cinco pessoas foram presas em flagrante em virtude dos crimes de estelionato, uso de documentos falsos e organização criminosa contra o INSS, usando de golpes para ter acesso ilicitamente a benefícios e auxílios previdenciários.
Foram presos Maricélia  Maria de Brito, Maria Alves dos Santos, Márcio Dones de Brito Ferreira, Marlos de Brito Ferreira e Jurandi Bernardino. As informações são da Polícia Civil. Os estelionatários e falsificadores são de Águas Belas.

Por Nill JR.



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Polícia desmonta quadrilha de estelionatários e prende acusados de homicídio em Afogados.

    Em respeito à Legislação Eleitoral, o Blog do Pereira.Net não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.