Últimas Notícias
Search

Ação militar: hesitação de Temer irritou Forças Armadas.

Em conversas reservadas, integrantes da cúpula das Forças Armadas demonstraram insatisfação com o fato de o governo Michel Temer ter editado um decreto para envolver militares na desobstrução de rodovias e, depois, ter atuado para coibir ações mais incisivas. Segundo esses relatos, os apelos do Planalto para que não houvesse abordagens diretas a caminhoneiros apenas confirmaram que o alcance e o anúncio da convocação foram impróprios e serviram apenas para expor as tropas.
As idas e vindas do governo não alarmaram apenas os militares. Integrantes do Congresso e do Judiciário criticaram a atuação claudicante do Planalto.
Auxiliares de Michel Temer dizem que foi preciso ajustar o tom para que a saída encontrada pelo governo conversasse com o estilo do presidente, que se apresenta como afeito ao diálogo.
O apoio expressivo da população aos paredistas, identificado ainda no início da semana em pesquisa interna do Planalto, ampliou o temor de que cenas de confronto estimulassem grandes manifestações de rua.  

Daniela Lima – Painel, Folha de S.Paulo.



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Ação militar: hesitação de Temer irritou Forças Armadas.

    Em respeito à Legislação Eleitoral, o Blog do Pereira.Net não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.