Últimas Notícias
Search

Juiz Sérgio Moro impede visita de governadores a Lula.

Uma simples visita a um preso, coisa que é assegurada até mesmo a criminosos perigosos, foi negada hoje em Curitiba pelo juiz Sérgio Moro. E os visitantes não eram simples cidadãos, mas governadores no pleno exercício dos seus mandatos. Só que os governadores queriam ver Lula e Lula é pra ficar isolado.

O juiz não permitiu que governadores visitassem um ex-presidente, “o melhor presidente que o Brasil já teve” como bem expressou o governador Ricardo Coutinho.

“Viemos expressar de forma clara a nossa solidariedade, não simplesmente ao cidadão Lula, e sim, ao melhor presidente que esse país já teve, que sofre um processo que até hoje não se consegue explicar. O melhor que esse país já teve, preso em função de processos profundamente duvidosos”, disse Ricardo Coutinho em Curitiba.

O governador Flavio Dino, do Maranhão, também expressou sua indignação: “Foi negado de modo que deixamos o registro da nossa indignação, e, ao mesmo tempo, manifestamos nossa solidariedade pessoal  e política ao ex-presidente Lula mediante entrega de uma carta assinada por três senadores. Vamos continuar insistindo para que esse direito do ex-presidente seja respeitado.

Além de Ricardo e Dino, foram visitar Lula em Curitiba os governadores Tião Viana, do Acre, Rui Costa, da Bahia, Camilo Santana, do Ceará, Fernando Pimentel, de Minas Gerais, Wellington Dias, do Piauí, Renan Filho, de Alagoas, Jackson Barreto, de Sergipe e Paulo Câmara, de Pernambuco.

Também estavam na caravana o presidente da Assembléia da Paraíba,Gervásio Maia e os senadores Gleisi Hoffman,Roberto Requião e Lindemberg Farias.



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Juiz Sérgio Moro impede visita de governadores a Lula.

    Em respeito à Legislação Eleitoral, o Blog do Pereira.Net não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.