Últimas Notícias
Search

Advogado vai recorrer de sentença que condenou réu em Afogados da Ingazeira.

A imagem pode conter: 1 pessoa
O advogado Luciano Pacheco, que defendeu o réu Júlio César de Moraes, vai recorrer da sentença que condenou seu cliente a uma pena de 17 anos e 2 meses de reclusão em regime fechado. O réu foi julgado nesta quarta-feira (11) pela participação no assassinato do comerciante Carlos Alberto Bezerra da Silva, que era conhecido por Beto de Letícia, ocorrido no dia 30 de novembro de 2016, na Avenida Artur Padilha, em Afogados da Ingazeira.
A sentença foi decidida por sete jurados e lida na madrugada de hoje pelo juiz Pablo Oliveira Santos. O advogado alega que “a condenação se deu sem provas nos autos e que a pena foi excessiva, sem justificativas legais.” Para Luciano, houve excesso na sentença dada a seu réu e que tem chances de ser anulada em segunda instância. Júlio Moraes foi condenado por homicídio com a qualificadora que lhe foi imputada, a que impossibilitou a defesa da vítima.
Por Itamar França.



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Advogado vai recorrer de sentença que condenou réu em Afogados da Ingazeira.