Últimas Notícias
Search

Irmã de “Corinthiano” diz que foi dela decisão de levar corpo para HR em caminhonete.

A irmã de Dorival de Alcântara, o Corinthiano da Rodoviária, 48 anos, Daniela Alcântara, esclareceu falando à Rádio Pajeú o episódio da ida de seu corpo em uma carroceria de uma caminhonete, por suposta ausência de ambulâncias de bombeiros e HR Emília Câmara. Segundo Daniela, foi ela que solicitou que o corpo fosse retirado assim do local. “A viatura dos Bombeiros não pode fazer transporte de corpo sem vida. Eles priorizam pessoas que precisem de atendimento. Infelizmente me deparei com ele já sem vida. Como a ambulância do HR Emília Câmara estava demorando, tive que tomar essa decisão. Estava com medo de que meus pais o vissem daquele jeito e passassem mal”.

Ela explicou o que fazia com que o Corinthiano agisse daquela forma. Era muito solitário, com mais presença noturna nas ruas. “Ele teve uma depressão após uma separação em São Paulo. Passou a ter esse mode de agir e chegou a sofrer um acidente de bicicleta lá. Foi quando conseguimos trazê-lo pra cá para iniciar o tratamento”.

Ela afirmou que o carinho que a população passou a ter com ele ajudou a conviver melhor com sua depressão. “Queremos agradecer o carinho que todos tiveram com ele esse tempo todo”, afirmou. O velório acontece na Casa de Velórios PLAFAMP e o sepultamento será às 16h no Cemitério São Judas Tadeu.

O artista plástico Edgley Brito fez uma bela homenagem ao Corinthiano nas redes sociais. Ele fez uma arte com Dorival sendo recebido no céu. “Ele é um homem de Deus”, disse Edgley ao falar sobre a homenagem.

Por Nill JR. 



Gilson Pereira

Locutor e apresentador, Blogueiro, Funcionário Público e Acadêmico de Letras.Trabalho - Ocupação Identificador Civil e Criminal


0 “Irmã de “Corinthiano” diz que foi dela decisão de levar corpo para HR em caminhonete.